Thursday, 30 June 2011

Deixem os Espectadores Decidir

A propósito da intenção do Governo privatizar um dos canais da RTP (adiada para momento oportuno…) as concorrentes SIC e TVI já se pronunciaram contra essa medida: “Mercado da televisão aberta não tem condições para novo canal, dizem Pinto Balsemão e Paes do Amaral”.

É normal que os canais instalados não gostem de mais concorrência, mas um dos princípios básicos do capitalismo de mercado é que quem decide se a nova concorrência é viável ou não são os consumidores e não os capitalistas incumbentes. Já repararam no que aconteceria se cada vez que um empreendedor quisesse abrir um restaurante tivesse que ir pedir autorização aos seus concorrentes? O princípio da soberania do consumidor aplica-se tanto nas indústrias em crescimento como nas que estão em declínio.

É conhecido que os media tradicionais (Imprensa e TV) estão a perder mercado para os novos media baseados na Internet. Por isso, é de esperar que muitos operadores tenham de sair do mercado e que haja lugar a consolidações no sector.

Se aceitarmos este veredicto há fortes razões para que alguns dos operadores no mercado (no caso a RTP) tentem vender as suas operações antes que as mesmas acumulem passivos que as levem à falência. Por isso, não se compreende que o Governo tenha decidido adiar a sua decisão para momento oportuno (esperemos que não seja para as calendas gregas), porque tal adiamento irá certamente prejudicar o erário público.

Quanto à SIC, TVI e outros interessados eles devem demonstrar no mercado quem tem capacidade para sobreviver, consolidar e crescer numa conjuntura de declínio. O vencedor deve ser decidido num mercado livre e transparente e não nos corredores pelos lobbies políticos.

Os espectadores serão soberanos para decidir o resultado. É assim que deve ser num verdadeiro sistema de capitalismo de mercado.

No comments:

Post a Comment